Lunações – LARISSA ISOLANI

Lunações

Para podermos acompanhar as lunações e voltarmos a nossa atenção aos ciclos, de forma ainda mais consciente. Somos espelhos da natureza, e o que a afeta nos afeta também, diretamente. Observando os ciclos da terra, da lua, das águas, percebemos que os nossos ciclos pessoais não estão dissociados do que ocorre à nossa volta.

A Lua, um dos maiores símbolos do Sagrado Feminino, está diariamente presente no céu e em nossas vidas desde o início dos tempos. Ela influencia a agricultura, as colheitas, as marés, a menstruação, e os nossos próprios sentimentos e emoções. Ainda hoje os agricultores guiam-se por ela, para adquirir boas colheitas, semear em épocas propícias ou podar na altura certa.  Ela está intimamente ligada ao ritmo da terra; a semente que brota no ventre da Terra-Mãe, a flor que nasce frágil, o fruto que cresce, que amadurece e que seguidamente cai novamente na Terra-Mãe para dar continuidade ao ciclo que sempre se renova.” 

“Cada fase da Lua tem o seu próprio significado, os seus próprios atributos e simbolismos únicos. Um intimo conhecimento facilita a consciencialização e a conexão com a própria Deusa e permite-nos receber as Suas inúmeras bênçãos.

Lua Crescente: É quando a luz já se reflete em maior quantidade no céu, brilha mais luminosa, mas ainda não atingiu a sua metade. Nesta fase Ela representa a vitalidade, o impulso para a ação e liderança. A Deusa mostra a sua face Guerreira. Ela é a jovem adolescente, que começa a descobrir as mudanças no seu corpo e os valores dos mistérios femininos, pois encontra-se no limiar da feminilidade. Já detém os alicerces bem definidos, confiante nos valores que adquiriu e de seus ideais; está ciente que é detentora de um papel fundamental no mundo pelo qual Ela acredita poder lutar para melhorar. Tem consciência das suas armas e de sua força. Ela é a que corre livremente pelos bosques selvagens para seu próprio prazer a defender os seus residentes e a limpar o desrespeito da humanidade para com a natureza, sempre acompanhada de outras moças mas desinteressada de romances. Corajosa, tem um sentimento de invencibilidade protegida pelo escudo forjado na sua Confiança.  Tal como a Deusa, nesta fase da lua tendemos a sentirmo-nos lutadores e confiantes, mais ligados a natureza e aos passeios ao ar livre. Sentimo-nos abertos prontos para a ação.

*** Por vezes surge a dificuldade em saber distinguir a Lua Crescente da Lua Decrescente, isto deve-se ao fato de que o aspecto da lua varia quando observada em hemisférios opostos. No hemisfério Norte quando a Lua está Crescente é a parte direita que está iluminada. Quando a Lua está Decrescente é o lado esquerdo que está iluminado.  No Hemisfério Sul é o inverso. 

Lua Cheia: É apenas Luz brilhante e resplandecente, quando a Lua se encontra perfeitamente definida no céu. Nesta fase Ela representa a fertilidade, a maternidade, a vida, a criação, a esperança. A Deusa mostra a sua face de Mãe. Luminosa e otimista, espalha a esperança pelo mundo inteiro, em cada palpitar de coração. Ela é a criadora, a bondosa doadora da vida, bela e resplandecente, irradia alegria e serenidade. Experienciou a maior dádiva de ser Mulher, o poder de dar a vida. Transportou no seu ventre o fruto do amor e torna-se na mãe presente, aquela que cuida, que guarda, protege e alimenta a sua mais bela criação, com seu interminável amor incondicional. Ela aprende a pensar primeiro em outrem, no seu filho e só depois pensa em si, aprende a necessidade da partilha, consciencializa-se no quanto ela é necessária para a sobrevivência de seu fruto. Ela representa em seu todo o papel da Mulher-Mãe, da Terra-Mãe que dá seus frutos. Ela é a poderosa que tanto pode dar a vida como termina-la se ela assim entender. O Seu corpo apenas pertence a si mesma, e apenas ela detém o seu controle.  Tal como a Deusa, nesta fase da lua tendemos a sentirmo-nos mais otimistas, cheios de luz de esperança e amor incondicional, mas também defensores temíveis pelas causas e pessoas amadas.

Lua Minguante: É quando a escuridão começa a ganhar terreno sobre a luz.  Nesta fase Ela representa as provações da vida, as lições diárias, a dura aprendizagem que a vida nos dá. A Deusa mostra a sua face de Iniciadora. Com a sua própria vivência aprendeu que em todas as áreas da vida há lições a tirar. Sabe que é preciso que seus filhos caiam para assim tirarem as suas próprias lições. Ela sabe que todos os nossos atos diários, quer sejam alegrias, bênçãos, aflições ou perdas, tem sua razão de acontecer. Nada acontece apenas por acontecer. Todos os momentos são de aprendizado para a evolução do nosso Eu espiritual. Ela descobriu que provações e ganhos estão entrelaçados, completando-se um ao outro, de forma a doar as suas cores e sabores à existência de cada ser. Aprendeu que toda Ação tem sua Reação e que tudo o que plantamos, é colhido no seu devido tempo. Ela fornece a possibilidade da iniciação nos mistérios, mas exige uma profunda transformação, que implica em um verdadeiro renascimento. Tal como a Deusa, nesta fase da lua tendemos a tirar partido das provações da vida, aprendemos a descobrir e aceitar os nossos percalços e acima de tudo a aprender com eles. Temos tendência a ser bastante exigentes para conosco e para com os outros.

Lua Balsâmica: É a fase que segue ao Quarto Minguante, mais ou menos três dias antes da Lua Negra. Nesta fase Ela representa a sabedoria, a introspecção, os mistérios da morte, a bondade, a magia, a harmonia, a paciência. A Deusa mostra a sua face de Sábia, a anciã, a avozinha carinhosa, sempre com amor e conhecimento para partilhar. O Seu Corpo amadureceu, o seu cabelo iluminou-se de prateado e o seu rosto traz nele as marcas encantadoras que a aprendizagem da vida lhe deixou. Agora ela olha para dentro de si, numa introspecção profunda, pois ela alcançou o limiar do maior de todos os mistérios, o mistério da morte. A sábia conhece as verdades difíceis de se ouvir que aprendeu com as piores provações da vida. Conhece a responsabilidade, as ações e as Intenções. Detém o Poder da magia e sabe como utiliza-lo para o bem e para o mal, pois conhece os segredos mais antigos que partilha com o seu próximo. Define-se pelas suas escolhas e suas ações, e controla as suas alegrias ou as suas tristezas com o poder da metamorfose. Ela é a paciente que sabe ouvir.  Tal como a Deusa, nesta fase da lua tendemos a sentirmo-nos mais reservados, mais pacientes, com tendências para o recolhimento e introspecção.

Lua Negra: É quando não há luz visível na Lua; ela encontra-se negra, profundamente negra.  Ela representa a face mais obscura da Deusa, a morte, a transformação, detentora de todos os mistérios. A Deusa mostra a sua face de Fiandeira. Esta é a fase que deu origem a imagem da bruxa malévola, assustadora, temível em muitas lendas. Pois ela é a que detém o poder de criar, cortar e remendar as vidas, se essa for a sua vontade. Ela é a que vem buscar os seus filhos na hora que ela lhes predestinou. Agora conhece todos os segredos e mistérios. Tudo o que a Criança, a Guerreira, a Amante e a Sacerdotisa sabem ela aprendeu. Ela provou o poder da concepção e do amor incondicional ao ser Mãe. Como Iniciadora de seus próprios filhos, aprendeu que a vida é a melhor escola de Aprendizagem constante. Vivenciou o poder da Curandeira ajudando os próximos e desempenhou o poder da Sábia anciã. Conselheira paciente, descobriu os mistérios da morte. Agora juntou todos esses conhecimentos e experiências e transformou-as numa espiral mágica circular detentora de todos os mistérios. Na sua complexidade e na sua simplicidade, Ela é a morte no coração da vida, a escuridão do anoitecer, a noite antes do amanhecer, Ela é o Tudo.  Esta é a face mais complexa da Deusa, o Inicio e o Fim, e nesta época geralmente é quando vamos ao mais profundo de nosso ser, quando na maior escuridão surge a luz da esperança, e do recomeço do ciclo eterno.

A Lua Nova: Surge logo após a noite sem lua, quando apenas emerge um fino fio de luz prateado no céu. Nesta fase Ela representa o início da vida, da concepção, o início da jornada. A Deusa mostra a sua face de Criança, despertando para a vida, cheia de vontade de aprender e experienciar; absorve toda a aprendizagem do meio que a envolve. É aqui que Ela constrói os seus alicerces com toda sua pureza e inocência. É energética e cheia de sonhos e com sede de conhecimento. Ela vai crescendo, descobrindo, aprendendo e se afirmando.  Tal como a Deusa, nesta fase da lua tendemos a nos sentir revigorados, cheios de energia e mais ligados com os Seres Elementais.

… E o círculo completa-se e continua a sua dança interminável.”

 (Xamanismo Feminino)

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *